leninalopes

Qurria plantar meus pe na terra
Mas nessa areai nao ha como plantat.
As ondas do mar me vertem em soro
Usurias de minhas doçuras estao no porto
E frias sao as linguas a transpassam 
Agora, mercadoria e farsa
Entrega -se ao castigo do ser.
Minha visao,
Que outro compreendia,
Embaça
Olhando as aguas do mar alcançam onde eu fiz por merecer.

Anúncios

Navegação de Post Único

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: